A VIDA É PRECIOSA DEMAIS PARA SER DESPERDIÇADA

SEM VIVERMOS UM AMOR DE VERDADE! ❤

O AMOR DA SUA VIDA ESTÁ AQUI

Tudo o que queremos

é viver o amor  de forma plena.

Amar e ser amado em dias onde tudo vai bem e especialmente em dias onde as coisas não estão muito bem.

Ter alguém ao nosso lado em todas as situações é o maior dos presentes

que podemos nos dar!

SERÁ QUE EXISTE? 

Quantas vezes já nos perguntamos

sobre a existência de um grande amor?

Quantas vezes já duvidamos?

Quantas vezes acreditamos?

As infinitas possibilidades do ser humano se expressar,

e a individualidade de cada um é fascinante!

 

O mergulho em si é a grande chave para uma vida mais completa.

Não, não é tão confortável à princípio, mas nada mais gratificante do que aprendermos mais sobre nós e nos sentirmos bem na própria companhia, sem precisar mais fugir disso.

 

Enquanto não sabemos quem somos, nem o que queremos, vivemos vidas que não são as nossas,

tentando caber em expectativas alheias. 

Se encontrar é se acolher, se abraçar, se aceitar.

É à partir daí que a vida realmente começa a fazer sentido. 

Que esta história seja inspiração para que faça as pazes consigo mesmo e se permita viver a sua vida com mais sentido pra você. 

 E no dia que cada um de nós se for, que tenhamos a certeza de termos vivido o nosso melhor. Não uma vida perfeita, - somos humanos! - mas uma vida plena de construção e reconstrução, nascimentos e renascimentos de si e, acima de tudo, uma amizade inabalável consigo mesmo.

 Assim, continuaremos vivos e vibrantes nos corações onde fomos sentidos e pudemos ser multiplicados!

A começar pelo nosso próprio.

 

O QUE VOCÊ VAI ENCONTRAR NO LIVRO

RELACIONAMENTOS

Relacionamentos são responsáveis por grande parte da nossa vida e da forma como nos posicionamos no mundo. Que tipo de relacionamento você tem atraído? que tipo de relacionamento você construiu com você? 

BASE FAMILIAR

A forma como somos criados interfere na forma como nos relacionamos com as outras pessoas. Na verdade, a forma como interpretamos o nosso papel dentro da nossa família é a forma como vamos nos interpretar diante do mundo.

INDIVIDUALIDADE

Todos queremos ser únicos no mundo e ao mesmo tempo queremos ser aceitos. Como ser único fazendo o que os outros esperam de nós? Como ser aceito fazendo o que queremos, independente do que pensam sobre nós?

O PAPEL DA MULHER

Historicamente a mulher tem um papel de submissão ao homem, a ponto de receber punições legais quando se posicionava de forma que o homem não gostasse. Geração a geração isso tem mudado, e a evolução continua, com bastante luta e união feminina. 

VÍCIOS

Ninguém gosta de admitir, mas é fato que somos viciados em alguma coisa, seja em substâncias químicas externas, seja até mesmo em pensamentos repetitivos o dia todo que também nos intoxicam e nos mantém presos a formas de agir que nem sempre funcionam mais.

INTIMIDADE

A intimidade é algo sagrado e exclusivo de cada ser. A forma como manifestamos na nossa intimidade é também a forma como nos relacionamos com a gente mesmo.

Tem mais amor ou mais dor?

PESOS x MEDIDAS

Todos queremos ser tratados igualmente, mas queremos também ser diferentes. É por defesa que muitas vezes adotamos pesos e medidas diferentes para nós e para os outros. Exigimos do outro algo que não necessariamente conseguimos oferecer.

MEDO E VERGONHA

Vivemos com medo de sermos inadequados, de não fazermos certo, de não corresponder à expectativas, de falhar, de errar, de parecermos fracos, de tomar decisões erradas, de não sermos amados... E além do medo, sentimos vergonha de sermos quem somos.

CULPA E PENA

Nos sentimos culpados quando intimamente acreditamos que não podemos nos expressar da forma como nos expressamos ou que devemos aos outros uma explicação por não corresponder às expectativas deles. Sentir culpa é colocar-se numa posição de incapaz , é se colocar nas mãos dos outros para que eles decidam como devemos nos sentir.

RELAÇOES ABUSIVAS

Abusivas, tóxicas, doentes. Toda e qualquer relação que nos causa dores sucessivas, são doentes. Relacionamentos não precisam ser fáceis, a nossa humanidade é desafiadora e em contato com a do outro também, mas até que ponto compreender e acolher a humanidade do outro não está nos matando e nos anulando nas nossas belezas?

SINAIS DE ABUSO

Temos facilidade de perceber sinais abusivos quando acontece fora do nosso mundo. E como perceber esses sinais quando estão próximos demais ou mesmo nas nossas relações de hoje? Relações pessoas, e também profissionais mostram claramente formas doentes de funcionar. Você tem estado atenta?

FORÇA E CORAGEM

Não sabemos o tanto que temos de força e de coragem até que somos desafiados a fazer uso delas. E é incrível descobrirmos o quanto somos capazes e o quanto somos fortes além do que poderíamos imaginar!

CHOQUE DE REALIDADE

Passamos muito tempo da vida em negação de realidades, especialmente as mais duras que temos dificuldade de aceitar. Quanto mais negamos os fatos, mais nos aprisionamos num mundo de "faz de conta" que apenas existe na nossa imaginação. Observar os fatos nos torna mais despertos e conscientes do que temos e do que podemos fazer.

RECOMEÇAR

E o medo que temos te recomeçar?

De desconstruir tudo que construímos?

De aceitar nossos erros, de reconhecer nossos acertos, de dar o braço a torcer que a vida não funciona da forma que queremos, mas que o tempo todo nos dá oportunidade de fazermos diferente e cada vez melhor, porque mesmo que não pareça a princípio, a vida é a nossa melhor amiga!

AUTOESTIMA

Quem devemos ser para sermos aceitos pelas pessoas queridas e também por pessoas que "nem ligamos"? Autoestima vem de uma amizade com a gente mesma, de um autovalor que reconhece que somos únicos e que a única pessoa que temos que agradar no mundo somos a nós mesmos. Aliás, mais do que nos agradar, precisamos nos aceitar. Tudo o que nos faz diferente nos faz especiais.

BUSCA DE APOIO

Ainda existe uma forte crença de que se pedirmos apoio estamos sendo fracos e incapazes. Mas é justamente não reconhecer que precisamos de ajuda é que nos mantém reféns dentro das nossas próprias prisões e essas  limitações nos enfraquecem, já que deixamos de manifestar o nosso melhor, apenas pelo medo.

PERDÃO

O perdão nos desintoxica de muitas dores e de muito sofrimento que por muito tempo seguramos em nós. Não perdoar é "continuar permitindo que a dor que te feriu continue te ferindo."  Todos precisamos de perdão, e o mais difícil deles é o auto-perdão. Perdoar os outros nos deixa mais fortes e despertos para nos perdoarmos de tudo que fizemos de mal pra nós e tudo que fizemos de mal pros outros. Nos abre uma forma mais limpa de caminhar e viver.

CURA

De nada adianta recebermos ajuda se não nos ajudamos. Só se cura quem se permite ser curado. Só se cuida quem permite ser cuidado. Só evolui quem reconhece que pode melhorar sempre. Só quando olhamos pra dentro que percebemos o tanto que somos complexos e simples ao mesmo tempo. Só quando nos acolhemos - com amor - que damos início ao nosso - contínuo, árduo e gratificante -  processo de autocura. 

 
 

A AUTORA

Quem eu sou? 


Desde criança tenho o hábito apreciar a vida em todas as suas manifestações: sejam elas do ambiente (como as flores), sejam elas da natureza humana (uma lágrima, um olhar, o bater do coração). 

Interessada por muitos aspectos da vida, me formei em Administração de Empresas. Dediquei grande parte da minha carreira profissional aos trabalhos administrativos mais burocráticos, mas sempre dando um jeitinho de colocar um toque especial meu (leve e divertido), um algo a mais que eu sentisse que faria diferença pra mim e pro mundo

Aos poucos a vida me convidou a contribuir de formas ainda mais completas e generosas: lidando com temas mais profundos e desafiadores, que por um bom tempo eu preferi evitar. 

E foi aceitando os pequenos e grandes desafios de forma leve, que comecei a encarar o maior de todos os mistérios:

o autoconhecimento, com amor.

 

É quando nos acolhemos de verdade que damos início a um lindo processo de cura. De si e, por consequência, dos outros.

"Quem eu sou?" é a pergunta que me faço o tempo todo... 

Agora me conta: quem é você?

PAULA CASTRO

 
QUEM É VOCÊ?
arrow&v
 

SOUL TO SOUL

CNPJ: 10.923.776.0001-37

Rua Fonseca Brasil, 298 São Paulo - SP

Envios de pedidos em até 48 horas úteis,

© 2019 Orgulhosamente criado por Soul to Soul